Custodial no MK

>> sábado, 6 de junho de 2009

Ai que saudade de acordar tarde, pegar o A bus....
Tá certo que era sempre lotado e o ônibus mais esperado de todos os tempos... mas era legal.
Bom... trabalhar no Magic Kingdom era... em fim vamos começar direito...
Eu fazia parte dos Custodial do Sul, essa área é respectiva a Adventure Land e Main Street. A maior área do parque pq isso também inclui o BDO, aquela área dos ônibus e do Monorail.
Parte Boa: é enorme então eles não tem como te controlar o tempo todo, então se vc fez a sua parte sempre dá pra vc dar uma escapulida, principalmente nos dias de frio. Tem milhões de Break Room, mas cuidado, se vc for pego o negócio fica feio... vamos dizer que os manegers não são assim... doces... Nomes: John, Heather, Jeff, Russ, Diane, Edzel. Coordinators: Erica Green, Existia antes mas foi demitida... Michele, Big John (ele é um amor), tem mais dois que eu nunca lembro o nome. Em fim, os manegers... se vc fizer amizade com o Russ, ele vira um amor, antes disso ele parece grosso. Diane... faça amizade com a Erica e com a Kimi, Edzel é sempre um fofo com todo mundo. Os outros três eskece pq é tudo cobra.
O melhor lugar pra vc ficar é a Adventure Land, tem sempre pouca gente e é onde menos te vigiam.
BDO tb tem muito pouca gente, mas pra fechar é horrível, já que tem 20.000 lixeiras. Tem que começar bem antes, mas, dica, leva mais de uma dolli que vc acaba mais rápido.
Pior lugar ever: Cassie´s corner trasher! vc não pára!
2 pior: Hub! praça em frente ao castelo. O hub é legal qndo tem pouca gente no parque pq vc pode tirar foto, ser legal com as crianças... agora qndo tá cheio, pode chorar pq fica um inferno.
Outra parte: Banheiros... é tedioso e quando tá cheio é um porre, pq vc tb não pára.
dica: Deixe a parte de papel higienico aberto qndo vc for trocar, 1 para as pessoas saberem, 2 fica mais facil de saber onde tá faltando.
q mais.... banheiro de cast é um ótimo lugar p dormir....
Resumindo... Ser custodial é muito bom... em comparação com as outras roles, vc não faz quase nada, a não ser dias muito cheios.

Read more...

Truqueragem na Buachy

Então,
To abrindo esse tópico para os under!
As melhores nights de Orlando... House of Blues, Buffalos, Poulse, Roxy.... Todas elas olhando pra vc e vc sem poder beber... tragédia né?
Aí vai uma dica, as buates que tiverem pulseiras de over e nada marcando o under... vá com um chiclete na boca, lá você pede para um amigo over tirar a pulseira, cola a ponta com chiclete e seu amigo over vai pedir outra =D.
Me disseram que a House of Blues agora tá marcado os unders com um x na mão que nem o Buffalos. O bom do Buffalos é que vc pode entrar no banheiro e beber pq não tem ng fiscalizando.
Mas na house tem, contudo, se vc ficar na muvuca e beber um pouco do copo do amigo ninguém repara, mas nao segure o copo!!!!!!
OBS: Nunca ande na house bebendo só gelo, principalmente se te derem o copo errado, um copo menor... u.u
Bom, por enquanto eh isso...
bjos
Carol

Read more...

Operations Cast Member

>> quarta-feira, 27 de maio de 2009

Olá! Vou tentar contar como foi a minha experiência como uma Cast Member de Operations, e espero tirar algumas dúvidas e ajudar na hora da escolha da role.

Operations foi a minha primeira opção, porque eu queria trabalhar com o que fosse "o mais Disney o possível", já que nunca tinha ido pra lá. E o que seria da Disney sem as rides? Hehehe na verdade, depois descobri que a Disney só é a Disney por conta de TUDO... que uma coisa sem a outra não funcionaria... Mas isso é assunto pra outro post.

Trabalhei na Big Thunder Mountain Railroad, no Magic Kingdom e foi MARAVILHOSO. O meu treinamento durou umas 2 semanas, onde tive que aprender sobre todas as positions da montanha. No fim, fiz um teste com 100 perguntas sobre todos os assuntos relacionados à Big Thunder Mountain - desde a história da ride a procedimentos de segurança.
Vou fazer um post mais sobre o dia a dia do trabalho e depois faço um sobre as coisas mais legais de lá - tiveram TAAAANTOS Magical Moments.

A rotina pode sim ser um pouco repetitiva, pois diferente de outras roles, você trabalha sempre no mesmo lugar, mas você faz tantas coisas que o tempo passa bem rápido. Em operations, em geral, há a chamada "rotation", com a ordem das "positions" em que você vai ficar e que trocam de tempos em tempos (geralmente 45 minutos). Na Thunder elas eram:
-Greeter - Ficar na entrada dando Oi pros guests, medindo as crianças pra ver se elas tinham mais de 40 inches (o limite mínimo da atração) e respondendo à TODAS as perguntas dos guests. Estas variavam bastante... que horas é a parada das 3 horas (isso NAO é mito), onde é o banheiro mais próximo, e alguns queriam só conversar mesmo - tinham medo da montanha e a família toda tinha entrado.... Por isso eu ADORAVA... tinha bastante interação e eu va ficando mais livre. A única desvantagem é que como era ao ar livre, nas noites frias era MUITO frio... mas super agradável nos dias mais quentes
-Fast Pass return - Essa role ficava ao lado do greeter e era responsável por checar os fast passes de quem estava entrando. Tinha que ficar de olho no horário e nas datas, porque as pessoas cismavam em tentar entrar antes da hora... Às vezes era meio caótico porque tinha um monte de guest querendo entrar ao mesmo tempo (principalmente logo depois da parada) e vc tinha que checar TODOS os FP. Quando estava calmo era bem legal, assim como o greeter tinha muito contato com guest e dava pra conversar bastante.
-Fast Pass distribuition - Também era do lado de fora e o trabalho era ficar ao lado das máquinas que distribuiam os Fast Pass e ajudar os guests com as dificuldades, trocar o papel e ver se as máquinas estavam funcionando direito. Era bem tranquila e o único problema era quando muitas máquinas comiam os cartões dos guests ao mesmo tempo e você tinha que atender a todos. É a única position que usava pin laniard, então dava pra fazer um pin trading legal...
-Wheel Chair Assist - Ajudava os guests em cadeira de rodas, que tinham a sua fila separada - eles entravam por trás. Basicamente acompanhar os guests pra entrar na estação e levar as cadeiras de um lado para o outro (no caso da Thunder, eles entravam de um lado e saiam do outro da montanha). Cansava um pouco ficar correndo de um lado pra o outro, mas era divertido conversar com os guests enquanto eles esperavam pra poder entrar.
-Exit - Primeira position dentro da estação da montanha e o trabalho era avisar o grouper de quantas fileiras você ia precisar para os guests de cadeira de rodas. Adorava porque era mais uma que dava pra conversar bastante e os guests de cadeira de rodas (e necessidades especiais em geral que entravam por ali) SEMPRE tinham histórias pra contar.
- Unload e Dispatch - Duas positions muito parecidas, responsáveis por realmente enviar os trens. As maiores responsáveis por segurança,(junto com a Tower) pois são essas que checam as lapbars e tem o poder de parar os trens caso algo aconteça - por exemplo, entrar alguem correndo na estação porque esqueceu algo quando saiu do trem. Não tinha muito contato com os guests, só rapidinho, enquanto eles esperavam pra entrar no trem. Hehehe na minha entrevista uma das perguntas foi "o que você falaria sobre o Brasil em 1 minuto, caso um guest perguntasse na fila" e eu falei isso VARIAS vezes nessas positions, porque os guests ficavam uns 50 segundos na fila logo antes de entrar no trem e quando viam minha nametag me perguntavam algo sobre o Brasil.
-Grouper - Responsável por fazer a fatídica pergunta "How Many?" e distribuir os guests nos assentos da montanha. "All the way down" é a 2a frase mais dita... O que me causou algumas dores de garganta e bastante rouquidão, já que nem sempre os guests escutam, então tem que ser no grito mesmo hehehe. Essa position dependia muito do dia... Quando o parque estava muito cheio e os guests impacientes nao era muito legal, mas quando estavam bem humorados era legal porque dava pra fazer algumas brincadeiras
-Tower - Pra mim era a position mais chata e tensa, mas era boa porque era a única sentada. Ficava na torre de comando olhando os monitores e vendo se os guests estavam se comportando. Tb ficava perto do telefone, que tocava bastante, com gente pedindo ajuda pra coordinator. É tensa porque você nao pode tirar os olhos do monitor por nada e se acontece algo você tem que estar atento. Quando a montanha parava, era o Cast Member da torre o responsável por falar, pelo microfone, com os guests para ficarem sentados.
- Merge - PIOR position ever!!!! Era lá que eu separava a fila e ficava ouvindo os guests da fila "normal" reclamar que estavam entrando muitos do Fast Pass... E quando cortava no Fast Pass, eram eles que reclamavam, pois não deveriam ficar em fila... Ou seja, era uma position onde ninguém ficava feliz... A única vantagem era - e não contem pra ninguém!!!! - é que era nessa position que você recolhia os Fast Passes, e ás vezes apareciam os "re-entry passes", que eram tipo um Fast Pass coringa, dado pelas atrações quando estas quebravam e que permitiam ao guest entrar em qualquer outra. Nessa hora, esses Fast passes branquinhos iam para o bolso :) e é assim que os CM de operations NUNCA ficam em filas... e podem se dar o luxo de distribuir esses FP vips pros amigos :)

Acho que eram essas as positions...

Uma coisa legal, que quebrava a rotina bastante, eram os down times - ou seja, quando a montanha parava. Estes podiam ser pelos mais variados motivos. Nessa hora você tem que retirar os guests da atração e entregar os re-entry passes. Normalmente eles não ficam muito chateados e voltam mais tarde... Alguns até ficavam felizes de poder andar pela montanha e ver tudo de perto e devagar... Quando você nao estava dentro, tirando os guests, ficava do lado de fora explicando que a montanha estava quebrada, pedindo pras pessoas voltarem mais tarde. Normalmente tb é tranquilo, mas quando é no fim do dia tem gente que fica chateada, porque deixou a montanha por último e não tínhamos a certeza se íamos reabrir...

De forma direta, essa era a minha rotina de Operations da Big Thunder Mountain. Eu sei que varia de lugar para lugar, mas as tarefas são basicamente as mesmas... Depois eu faço um post falando dos momentos fora da rotina, que faziam valer MUITO a pena o dia... Tb falo de ser PAC - Parade Audience Control, que tb fazia parte da rotina dos Cast Members de Operations na Frontierland, já que a parada começava la... Não peguei muito, pois os shifts eram disputados e os CM's mais antigos tinham prioridade...

Eu amava ser operations e não sei se voltaria pra ser outra coisa... Tá... quem eu estou enganando... Voltaria pra ser qualquer coisa na Disney sem pensar... :)

Até o próximo post :)

Read more...

Hora Extra - The Hub

>> segunda-feira, 4 de maio de 2009

Então, depois de todo o processo e finalmente você saber aonde ira trabalhar, você ganhara um login e uma senha para então vocês acessarem o tal do THE HUB que é uma pagina na internet onde você pode: Pegar Hora extra, dar seu horário de trabalho, trocar horário (Shift) com seus colegas de trabalho entre mil e uma utilidades... mais vim aqui pra falar da Hora Extra.
Já começo falando, se a STB te disse na REUNIÃO que seu telefone não vai parar de tocar... Que tem gente que trabalhou ate 100 horas na semana , e ai você cresce o olho no dinheiro achando que vai ser assim com você...Não não... é 1 em 1 milhao!
Comece procurando Shift Em todos os lugares (terá opção para escolher na pagina do THE HUB e todos os tipos de trabalho, não especifique nada. E também a data coloque a do dia atual até sei La final do mês SEMPRE.
Os problemas que mais ocorrem no caso de não conseguir pegar hora extra são: Você encontrar um Shift compatível com a sua semana de trabalho, por exemplo: Você encontra um shift para trabalhar na terça-feira às 3 horas da tarde e a hora extra é na terça feira de 8 da manha até as 3 da tarde por exemplo, você já não poderá pegar essa hora extra pois não tera tempo de fazer os dois trabalhos; Outro motivo, e caso eles exigem que você tenha treinamento para certos trabalhos como por exemplo, para trabalhar como Quick service, alguns exigem que você tenha Treinamento em caixa registradora e ai não poderá pegar; e o principal motivo de dificuldade em pegar horas extras e ter sorte pois você entra no THE HUB para localizar uma hora extra e não é tão fácil como parece, no meu caso tinha que ficar apertando F5 para atualizar a pagina ate encontrar alguma hora extra.
As facilidades de pegar horas extras é ganhando shift (hora de trabalho) de alguém com a mesma função que a sua, pedir para estender o seu horário com seu manager ou então dar sorte de encontrar as horas extras no The hub na hora que você ir procurar.
No meu caso como trabalhei de BELL SERVICE eu tive a oportunidade de trabalhar de frente ao computador onde então podia acessar o THE HUB todos os dias de trabalho manter ele aberto e ficar pegando horas extras com facilidades (Não deixar o manager ver – eles não gostam) apenas usando o F5 para atualizar a pagina.
Conselho: Caso encontre uma hora extra boa, por exemplo: trabalhar como Quick sem treinamento no Magic kingdom por 12 horas, neste caso o Shift ele passa a ser super concorrido, pois qualquer um Cast Member que não estará trabalhando neste horário podera então trabalhar é ai quando você clica em aceitar o trabalho... Corra com o preenchimento são geralmente 4 perguntas de sim ou não e o numero de um telefone , de preferência coloque o seu celular (Provavelmente comprara um), ou coloque o telefone de onde trabalha (pergunte seu manager) Acabou de preencher SUBMIT com muita rapidez pois se outra pessoa simultaneamente fizer isso mais rápido que você ira perder então o Shift... Boa sorte na Briga pela hora extra.
Outra coisa se tiver vontade de trabalhar, corra atrás, pois ira ter trabalho, sempre tem alguém disposto a dar o shift de trabalho, converse com seu manager e deixe avisado para que quando alguém faltar ele possa te ligar para te chamar pra trabalhar.
Os valores das horas extras se forem no seu próprio trabalho ganhara o mesmo por hora, já se for uma hora extra geralmente é de acordo com o que o trabalho paga. Para consulta você pode ligar para o telefone de onde você pegou a hora extra, pois vem especificando tudo e se informar o valor por hora que ganhara.
Tome cuidado com as horas extras que pegar, caso por engano pegue uma hora extra que caia no MESMO horário do seu trabalho e o mesmo tem menos que 24 à 48 horas para ir trabalhar e você não excluir imediatamente, você continuara com a hora extra(pois não poderá cancelar) e como não poderá comparecer nos dois trabalhas até porque você é um Só(risos) você poderá ganhar NO SHOW ou no Maximo dar CALL PERSONAL sendo assim ganhando 1,0 ponto no seu Record Card de bobeira. Sei que aconselhei para que quando ver um shift bom de varias horas cadastrar-se rapidamente para não perde-lo, mais não esquecer de ver seu horario na sua escala primeiro. Então atenção.
Como era Bell Service e trabalhei como Quick Service, Custodial, Merchan e PAC então estes são alguns conselhos bons, pois foi mais ou menos o que aconteceu comigo e normalmente o que acontece com quase todos os Cast Members

Read more...

Aproveitando os parques ao máximo - ou como não perder tempo na Disney

>> sábado, 2 de maio de 2009

Olá povo!!

Primeiro post aqui!

Sempre vi muitos guias de “como sobreviver na Disney” em termos de comida, habitação, etc. Mas realmente nunca vi muito sobre os parques em si. Por isso estou começando este post para dar algumas dicas pra próxima leva de ICPs (e esperamos que HCPs e Guest Relations no futuro...) aproveitar o máximo o período de novembro-fevereiro na Disney. Se for útil pode ser adaptado e colocado numa versão futura e adaptada do guia pra CMs.

Começando minha história, hehe... Não é nenhum segredo que sou Disney freak desde sempre. De colecionar os filmes até a pesquisar a história do criador / parques / estúdios, etc. Por esse motivo confesso que fiquei um pouco frustrado no início do programa, pois sentia que eu era o único (ou um dos únicos) que estava indo no ICP por causa da Disney em si! O legal é que no final do programa até quem não curtia (e estava num programa da Disney, vai entender) sempre acaba gostando também.

Agora... o que NÃO é legal é quem esquece que está na Disney, que pode entrar nos parques de graça, que pode aproveitar a temporada mais lotada do ano, que pode fazer muitas coisas que muitos guests nem sonham em fazer (e de novo, e de novo) e... simplesmente não fazem. Uma coisa é perder os shows de ano novo por conflito de horário... outra é passar 3 meses na WDW e não assistir shows como Fantasmic e Illuminations, concordam? Falta de tempo não é desculpa... para isso existem os days off. Dar call sick e ainda ficar em casa também não deveria ser uma opção, hehe.

Então abaixo vão algumas dicas baseadas na minha experiência e na experiência do povo que foi comigo no último ano - pra assim evitar o “eu não sabia” na volta (e tem coisas que eu gostaria de ter sabido lá, hehe). Quem tiver mais dicas, por favor vai adicionando =)

DICAS GERAIS

*Cuidado com essa história do “eu tenho três meses aqui. Se não assistir hoje eu assisto amanhã.” Não sei como será no próximo ano, mas por causa da crise a Disney teve vários cortes de gasto no início do ano. Os fogos do “IllumiNations”, por exemplo, sofreram reduções drásticas no fim de janeiro / início de fevereiro (sem falar que tiraram a Inferno Barge pra reforma, o que reduz um monte impacto do show). Já o espetáculo “Fantasmic!” do Disney’s Hollywood Studios, de todas as noites passou a ser exibido apenas duas vezes por semana. Teve gente que deixou pra depois e não conseguiu assistir (ir na Disney e não assistir FANTASMIC!?). Isso sem falar das várias atrações que fecham para entrar em reforma. Ou seja, não deixem pra depois.

*Aproveitem todos os momentos lá. Não digo que tenham que respirar os parques, mas aproveitem o tempo antes e depois do trabalho pra ir para os parques se divertir. Assistam os shows / paradas o máximo de vezes possíveis... vocês sabem que vão querer assistir novamente quando estiverem no Brasil.

HOLIDAY SEASON

*Muita coisa acontece nos parques na Holiday season, e algumas podem passar despercebidas. Vamos lá então...

*No Magic Kingdom, o Cinderella Castle recebe uma transformação chamada Dream Lights Castle. Isso todo mundo vê (e ninguém esquece!). O que algumas pessoas podem perder é o show de iluminação do castelo que acontece ao anoitecer, com a Fada Madrinha ajudando Mickey e Cia e Cinderella a decorarem o castelo.

*Também em certas noites no Magic Kingdom acontece a “Very Merry Christmas Party”, um hard ticket event – ou seja, evento com ticket separado, sendo que até quem é cast member tem que pagar. O que tem de especial nessa festa? Pequenos shows individuais com os characters, cookies e chocolate quente de graça. Mas a atração principal mesmo é a parada de Natal “Mickey’s Once Upon a Christmastime” e os fogos Holiday Wishes. Quem trabalha no Magic Kingdom é pago pra ver isso todos os dias, hehe... Quem não trabalha, ou tem que pagar ingresso ou se esconder no backstage e arriscar ser pego. O melhor modo? Esperar até a semana de Natal (geralmente a partir do dia 20), onde a parada e o Holiday Wishes começam a ser mostrados diariamente nos horários normais do parque. Na mesma semana, o show tradicional em frente ao castelo (Dream Along with Mickey) é substituído por um show muito divertido chamado “Celebrate the Season”

*No Epcot, a partir do início de novembro o “IllumiNations: Reflections of Earth” começa a ser exibido com um final especial com tema natalino. Esta “tag” é na verdade o final do show Holiday IllumiNations que tinha antes do Reflections of Earth estrear em 99 (que era um show inteiro com tema natalino, estilo o Holiday Wishes). Também no Epcot ocorre o Candlelight Processional, apresentações praticamente diárias de um coral natalino com orquestra e sempre a participação especial de um host famoso. Imperdível (dica: pegar a última apresentação do dia do Candlelight e assistir Holiday IllumiNations logo depois)

*No Hollywood Studios não se pode perder a Osborne Family Spectacle of Dancing Lights. As Streets of America são totalmente decoradas e iluminadas com luzes natalinas que dançam ao som de Christmas carols. Só vendo. Ah, e as decorações e shows natalinos geralmente ficam até o dia 4 de janeiro (incluindo o castelo iluminado). O Holiday Wishes é exibido até dia 25 de dezembro.

*No ano novo você pode ter a sorte de ter o dia de folga, sair mais cedo ou então simplesmente trabalhar em um dos parques, hehe. No Magic Kingdom os fogos de ano novo são exibidos tanto no dia 30 quanto no 31. Se trata da versão mais atualizada do “Fantasy in the Sky”, o show noturno que era exibido até 2003 quando foi substituído por “Wishes”. Já no Epcot tem o Holiday IllumiNations às 21 horas e depois IllumiNations normal com countdown para o Ano Novo antes da meia-noite (imperdível!). Para quem não conseguir ver nenhum dos dois (lembrem que nessa época os parques fecham por superlotação), no Disney Studios tem o “Sorcery in the Sky”, que era o espetáculo exibido todas as noites antes do “Fantasmic!” estrear. Se você conseguir se programar e tiver sorte com os horários, consegue pegar o Fantasy in the Sky no dia 30 e IllumiNations no dia 31 (sem falar que as baladas do Epcot no ano novo são ótimas)

SHOWS QUE PASSAM DESPERCEBIDOS

*Apesar de ocorrer todas as manhãs, muita gente não sabe que o Magic Kingdom tem um show de abertura. Geralmente às 9 da manhã, tem uma apresentação em frente ao portão de entrada onde os characters chegam pelo trem da Main Street Railroad. Uma família é escolhida pra fazer a contagem regressiva junto com o Mickey e os portões do parque são abertos. Se você estiver do lado de dentro, vai ver o povo entrando como louco pra dentro do parque.

*Todas as noites, cerca de uma hora após o Wishes tem o “Kiss Godnight” no Cinderella Castle. O que é? É uma mensagem em áudio (com o castelo brilhando) onde é lida a dedicação do Roy Disney ao Magic Kingdom e o Mickey deseja boa noite aos guests (e ao final toca “When You Wish Upon a Star”). Certamente a pior coisa de se ouvir nos seus últimos dias por lá, hehe

*Todas as noites no Bay Lake (a lagoa em frente ao Magic Kingdom, e aos restorts Contemporary e Gran Floridian) acontece o Electrical Water Pageantry – um showzinho com floats iluminados. É bobinho, mas foi o precursor da Main Street Electrical Parade e da SpectroMagic.

*O Animal Kingdom também tem sua versão do Kiss Godnight – mas é com os personagens em um carro na saída do parque se despedindo dos guests enquanto eles saem.

BACKSTAGE

*Se você trabalha no Magic Kingdom, tente convencer seu manager a deixar você assistir Wishes (o show de fogos) no telhado da Ice Cream Parlor na Main Street.

*Fique no estacionamento atrás da Main Street para ver a Tinkerbell fazer seu voo da torre do castelo até os telhados da Tomorrowland.

*Pra quem não se importar de quebrar a mágica um pouco (e vão se acostumando com a idéia de ver o Mickey sem cabeça todos os dias), fique no backstage enquanto a parada chega e os performers param de atuar e saem de character (em todos os modos possíveis).

*Fiquem de olho no The Hub pois existem vários backstage tours pelas rides. Eu fui no da Haunted Mansion, e fomos levados por dentro da atração antes do parque abrir. Caminhamos por tudo, vimos como funcionam os efeitos, várias curiosidades de backstage... Imperdível! Também existem outros tours como no The Seas with Nemo, passeio para ver como são cuidados os animais do Animal Kingdom e acho que até tour pela Tower of Terror. Infelizmente quando se vai como ICP não dá tempo de fazer tantas coisas, mas sempre vale a pena ficar de olho.

*Pouca gente sabe, mas o Epcot também tem túneis subterrâneos. São bem menores que os do Magic Kingdom e são localizados embaixo dos prédios que contém o restaurante Electric Umbrella, a área Innoventions e a loja Mouse Gear.

ENCONTRANDO OS PERSONAGENS

*Quem quiser tirar fotos com os personagens, procurem no mapa do parque pelos lugares marcados com a luva do Mickey que eles estarão lá. No entanto, nesses spots geralmente são os personagens tradicionais que costumam estar no parque todos os dias. Quem quiser pegar os personagens mais raros, fique de olho em dois lugares: uma área um pouco escondida (chamada Teardrop, onde há uma árvore rosa) atrás da Judge’s Tent na Mickey’s Toontown (Magic Kingdom) – lá eu consegui personagens como Capitão Bóing, vilões do Pinóquio, Marie do “Aristogatas”, personagens do Robin Hood e vários mais. Como nessa área eles só colocam o pessoal que está treinando, as aparições não são agendada – ou seja, tem que estar no lugar certo na hora certa; e também tem a parte final do Disney’s Animation Tour no Hollywood Studios. Geralmente no final da tarde vários personagens aparecem at random (eu consegui a Rainha de Copas, a Rainha da Branca de Neve e o Pinguin da Mary Poppins, por exemplo)

*Alguns personagens só aparecem em épocas específicas. Tio Patinhas, por exemplo, só costuma aparecer no Natal (Clarabela e Horácio também costumam dar as caras). Também não percam de tirar fotos com os personagens de costume natalinas

*Quem curte os Country Bears, pela manhã na frente do Country Bears Jamboree costuma ter um Howdown – um show de dança com os personagens onde ainda dá pra tirar foto com eles.

*Fiquem de olho nas Extra Magic Hours – hora em que os parques ficam abertos até mais tarde apenas pra guests de resort. Supostamente é pra guest de resort apenas, mas vale dizer que se você por acaso estiver passando pela Fantasyland é capaz de encontrar os personagens andando nas rides – e ainda poder pegar carona com eles no Dumbo ou no Carrossel, por exemplo.

*Na área de entrada do Animal Kingdom (Oasis) ocorre rodízio de personagens. Eles ficam lá durante parte do dia e alternam de minutos em minutos. É legal pra conseguir fotos com Flik, Governador Ratcliffe, Meeko, Terk e outros.

PARADAS

*Prestem atenção no castelo no momento em que as luzes da Main Street se apagam logo no início da SpectroMagic... Aliás, nada mais divertido do que ficar brincando de apagar as luzes da Main Street junto com o Grilo Falante, hehe.

*Se você chorar e pedir bastante pode conseguir uma das fitinhas da parada Celebrate a Dream Come True que as bailarinas dão pra platéia na hora do showstop, hehe

Nossa, acho que escrevi muito mais do que esperava!!! Para os que tiveram saco de ler até aqui, espero ter escrito algo de útil, hehe! Quem quiser acrescentar mais coisas, be my guest! =D

Read more...

Condomínios - Patterson Court

>> sexta-feira, 1 de maio de 2009




Bom, hoje to aqui pra falar um pouco do condomínio em que eu morei: o Patterson Court.

O Patterson é o mais novo condomínio na Disney, e eu acho que é o menor de todos. Eu morava no 11301, no prédio 11, que é quase em frente à security. Bom, o Patterson tem suas vantagens e desvantagens, como todos os condomínios..
- Piscina - é linda, maravilhosa, mas é mt gelada. Não me atrevi a entrar nenhuma vez. O Patterson não tem aquela "banheira aquecida" (esqueci o nome) que tem no Vista Way.
- Academia - tem esteira, bicicleta, aparelhos para musculação. Isso é tudo que eu sei, pq nunca malhei lá tb.
- Front Desk - é uma merda, pq só funciona das 9 da manhã às 5 da tarde. É lá que vc pega materiais de limpeza (normalmente só usados às vésperas de inspeções), ferro e tábua de passar roupa, e outras coisas. É lá tb que funciona o achados e perdidos. Então se vc precisa de alguma coisa do Front Desk, faça isso entre 9 e 5 da tarde, o que pode ser impossível quando vc estiver trabalhando.
- Apartamentos - sem a menor dúvida, os melhores apartamentos da Disney. Primeiro pq são os mais novos e no meu caso, nós éramos as primeiras moradoras do apartamento. Todos os quartos são suítes, os apartamentos têm varandas e td é bem novinho.
- Festas - nesse caso, o Patterson é bem fraco. Talvez por ser um condomínio pequeno ou por ter poucos brasileiros (se comparado ao Vista, por exemplo). Enquanto morei lá, as festas mais comuns eram dos peruanos e de uns brasileiros do HCP.
- Ponto de ônibus - uma das piores coisas. Simplesmente pq o Patterson não tem ponto de ônibus. Somos obrigados a andar até o ponto do Chattam Square, o que demora 4 minutos. Pode parecer só uma frescura, afinal são só 4 minutos, mas qdo vc está com frio, atrasado pra pegar o ônibus ou cheio de compras pesadas, não ter um ponto na porta do seu condomínio faz mt diferença. Eu acredito q eles venham a fazer um ponto no Patterson, mas por enquanto ainda não tem.
- Security - acho que a security lá é beem tranquila. No início eu morria de medo se alguém de fora do Patterson fosse dormir lá em casa ou ficar até depois de 1 hora da manhã, mas a security nunca bateu lá. Mesmo quando as pessoas estavam "signed in" (qdo vc autoriza a entrada de alguém não cast member ou de algum morador de outro condomínio depois das 9 da noite), a security nunca apareceu. Não fiquei sabendo de security batendo na porta de ninguém do Patterson, mas acho que é uma questão de sorte e de não dar mole de ficar com som alto ou berrando depois de 1 da manhã.
- Lavanderia - ao contrário de alguns condomínios, que tem as suas lavanderias no térreo de cada prédio, no Patterson tem tipo umas casinhas com as lavadoras e secadoras. É ruim pq vc tem q andar até a lavanderia, mas é ótimo pq as casinhas são aquecidas e vc não precisa morrer de frio enquanto coloca suas roupas pra lavar.
- Vending machines - só tem duas no condomínio e são lá perto do Front Desk. É meio longe da maioria dos prédios, o que sempre me dava preguiça e eu quase nunca ia até lá.
Acho que é basicamente isso, se alguém tiver alguma dúvida, é só perguntar nos comentários, que eu respondo! Bjos

Read more...

"Não vou trabalhar em parque! É o fim do mundo?"

>> quinta-feira, 30 de abril de 2009

Hoje é a minha primeria postagem aqui, então resolvi falar sobre o local de trabalho (work location).

Ótimo, agora que vc passou em todas as entrevistas, recebeu sua job offer (oferta de trabalho, quando a STB te liga oferecendo uma data para início e fim do programa, a sua role, e dizendo quanto vc vai receber por hora), conseguiu o visto, chegou em Orlando, já conheceu seu condomínio, seu apartamento, seus roommies, vizinhos e passou pelo Traditions, chegou a hora de trabalhar. Ao contrário do que muitas pessoas pensam, vc não sai do Brasil sabendo seu local exato de trabalho e as chances de NÃO trabalhar em parque são grandes.
Chega o dia de saber onde vc trabalha.. Aí vc ouve a mágica frase: "Fulano de Tal, estamos mt felizes pq vc foi escolhido para trabalhar em um de nossos resorts".
Como assim? Vc passou por todo aquele processo pra chegar lá e trabalhar em um hotel???
Qdo vc voltar ao Brasil e te perguntarem "E aí, trabalhou em qual parque?", vc vai dizer.. "Ah não, trabalhei em um hotel"???
Qdo vc for levar seu filho à Disney, não vai poder mostrar pra ele onde trabalhou, a menos que se hospede exatamente no hotel em que trabalhou???
É.. mt gente acha que trabalhar em hotel não é a mesma coisa do que trabalhar nos parques.. e, de fato, não é! Mas isso não quer dizer que trabalhar em um resort seja pior do q trabalhar nos parques..
Trabalhei como quick service no restaurante The Mara, no Animal Kingdom Lodge, um resort que fica bem pertinho do Animal Kingdom (parque). E só posso dizer que foi uma experiência única, inesquecível, maravilhosa e simplesmente incomparável. Não sei como seria se eu fosse trabalhar em um parque, mas sei que trabalhar em resort definitivamente não é o fim do mundo.
Primeiro de tudo, os guests são exatamente os mesmos! Quem vai aos parques normalmente se hospeda em um dos hotéis da Disney. A maior diferença entre guests que eu vejo se compararmos os parques e os hotéis é que nos parques todos os guests de todos os hotéis se encontram.. Enquanto nos hotéis o público é mais homogêneo. Em alguns, há muitos brasileiros, enquanto em outros, brasileiro é raridade. Mas o mais importante de toda essa conversa é que todos os guests, em todas os cantos da Disney, só querem uma coisa: diversão, diversão e diversão. Eles querem ser mt bem atendidos, de preferência com rapidez e querem ter magical days desde a hora em que eles acordam, até a hora em que eles vão dormir.
No fim das contas, o que menos importa é onde vc trabalha.. Porque ser um cast member é mt mais do q trabalhar na Disney. É poder se divertir, é fazer bons e verdadeiros amigos, é ser mt feliz sempre! O importante é que vc vai trabalhar 8, 9, 15 horas por dia pra fazer outras pessoas felizes, e é impossível não ser contagiado por toda essa felicidade, por mais cansado, esfomeado e congelando que vc esteja.
E lembre-se sempre: aproveite muito todas as suas horas de trabalho, faça sempre o melhor que vc puder pra deixar as pessoas felizes, pq é um momento inesquecível pra eles, e com certeza será pra vc tb! Por mais que vc pense que odeiaaaa o seu local de trabalho, assim q vc pisar no Brasil, vc vai perceber o qto aquele local te faz falta, e qto vc gostaria de voltar pra lá, nem que fosse por mais um minutinho..
A única dica é.. aproveite ao máximo todo o seu tempo como cast member, seja nos parques, nos hotéis, no seu horário de trabalho ou fora dele.. Pq lá o tempo voa e não volta nunca mais =/

Bjos and have a magical day! =)

Read more...

Record Card - Call in

>> terça-feira, 28 de abril de 2009


Record Card : Call in Sick // Call in Person // No Show // Late less than - Equal 2 // Early // Did Not Clock in / out ETC...


É um Esquema de controle que a DISNEY tem com os Cast Members.


Quando vc esta doente "call in sick" - Apenas basta ligar a central CALL IN e dizer que está em Call In sick e dizer seu numero de PERNER NUMBER que vem na sua ID da DISNEY. Ganhara 1.0 ponto

Quando vc apenas não quer ir trabalhar ou sei la com estado emocional ...algo particular pode fazer o mesmo esquema apenas ligar e dar Call in Personal. Para algumas pessoas temque ligar e falar diretamento com seu Manager pois nem todos os lugares funcionam desta maneira, no meu caso era só ligar...Ainda bem!!! Ganhara 1.0 ponto

Quando vc não vai trabalhar vai saber la o motivo e não avisa a ngm, não liga para o call in ou nem se quer avisa seu maneger vc automaticamente entra em NO SHOW. (acho esse no meu modo de ver Pior... tomem cuidado , inventem um call sick ou personal mais evitem o No SHOW. Ganhara 1.0 ponto.

Nunca fazer CLOCK IN / OUT no trabalho Antes de 15 minutos de começar a trabalhar e tbm depois de 15 minutos de trabalho. São chamados os Late less than - Equal 2 // Early. Ganhara 0,5 pontos.

Quando tbm você esquece de fazer o CLOCK IN / OUT você também Ganhara 0,5 pontos.

Resumindo é mais ou menos isso , é para colocar ordem naquela porra ...No meu caso eles não conseguiram não ahuahauhauha Mais não se baseiam em mim JAMAIS.

Existe um limite para pontos que vem acompanhados de ADVERTENCIAS ( Repremends). Cada 3 Pontos adquiridos vc ganha um Repremend e no caso 4 repremends (totalizando 12 pontos) Vc é TERMINATON. É desligado do Programa e tera que abandonar o coplexo onde mora em menos de 48 horas, Resumindo Se VIRA pra sair. Então tomem cuidado pois Faltas...Festas...Cansaço podem levar sim vc a dar uns pontinhos deses e quando vc ver ja esta cheio de pontos sem saber.

EXEMPLOS:
  • Como disse, teve maneger com pessoas que quando chegou a 3 pontos ja ganhou um REPREMEND e ja outras foram ganhar seu primeiro REPREMEND com 6 ou até 9 PONTOS, depende muito do Maneger...

  • Pessoas com 9 pontos e 1 REPREMEND ...

  • E teve pessoas com 12 Pontos totalizando 4 RPREMENTDS e foi TERMINATION.

  • Teve Gente como LUIS meu amigo escritor do Blog tbm, no seu caso Ganhou apenas 2 REPREMENDS com total tb de pontos de 14,5.

  • Eu tive Muita SORTE e fui axo eu o Unico Cast Member do ICP 08/09 que completou 14,5 PONTOS sem NENHUM REPREMEND.


Por isso digo que tive muita Sorte, não me pergunte pq. Quanto aos meus pontos posso dizer , Foram Festas e não aguentava acordar cedo, Datas comemorativas que no dia seguinte ou ate no mesmo dia não quiz trabalhar...Acordar atrasado e chegar mais que 15 minutos, Esquecer de dar Clock in ou Clock Out por andar sempre correndo. enfim Inrresponsablidades que ao mesmo tempo no FUNDO não acho não , Pois pra dizer a verdade estava ali por causa da DISNEY dos AMIGOS que construi do Condominio onde morava , dos parques de diversões em volta entre muitas outras coisas que me deixaram feliz neste programa. e me fizeram dar tantos Call Ins ahauhauha PRONTO FALEI!


Fotu acima foi tirada uma semana antes do meu programa acabar, esta faltando o 0,5 pontos que tomei no ultimo dia de trabalho pois cheguei atrasado ... ahauahuahuah era fim mesmo! Axo que deu pra esclarecer alguma coisa sobre o tal do RECORD CARD. Não sigam meu exemplo ao menos tire como exemplo de não fazer pois pode acontecer ao contrario do que houve comigo, RESUMINDO APROVEITE O MAXIMO.


Qualquer duvida: leandrouprjhotmail.com (msn)


Read more...

Vida de Quick Service!


Para chegar a ser um Cast Member, tem que ter estomago! O tempo todo você encontra novas surpresas... Se vai passar na primeira entrevista, e na segunda, quando vai receber a ligação, qual vai ser a job offer, quando embarca, onde vai morar, com quem vai morar e onde vai trabalhar! Por mais angustiante que seja, é sempre um emoção, e mesmo não sendo sua primeira opção... vai acabar tendo seu lado positivo.


Sobre o trabalho, aparentemente eu tinha dado sorte, peguei minha primeira opção... Quick Service, vai entender porque essa foi minha primeira opção... Mas tudo bem! Fui trabalhar em parque e no que eu na hora da entrevista, disse que era meu preferido, o EPCOT! Trabalhava em dois lugares, o restaurante Electric Umbrella, e a sorveteria que era quase em frente, Fountain View, que ficavam no Future World.

Como todo Food and Beverage tive vários dias de treinamento, tanto on line, como no próprio restaurante. Não vou mentir, o começo foi meio aterrorizante, meu primeiro dia de trabalho foi no dia do meu aniversário e no dia depois da festa que teve de Thanksgiving, e minha primeira tarefa foi bussing, que pra mim era terror!

Mesmo dizendo que eu era Front of House eu fazia de tudo lá, desde de register, até fritar batata, lavar louça, pegar caixas imensas, queimar a mão no hamburguer ferverdo e limpar gordura no belt. E para melhorar... eu fechava quase sempre, afinal CP quer dizer Closing People!

Tirando todo essa parte ruim, tiveram momentos inesquecíveis com pessoas inesquecíveis também! Adorei a maioria dos meus co-workers, que eram de todo lugar do mundo, aprendi muito com eles, me diverti demais também, a gente conseguia fazer dos piores momentos os mais engraçados. Passar o ano novo servindo sorvete em um parque lotado, longe de todo mundo e sem ver os fogos poderia ser uma coisa horrível, mas a verdade é que eu ri o tempo todo! Adorava levar esporro por estar falando português, fofocar com as meninas, comer as coisas escondido, esperar o que nos aguardava no CDS, pegar break junto, enfim, adorei cada minuto nas minhas senzalas! E se pudesse, voltava e fazia tudo de novo!

O fato é que eu amei cada momento, se a STB está certa em alguma coisa, é que a gente volta sim, diferente de uma viagem. Ser uma Cast Member me marcou pra sempre, foram dois meses e meio inesquecíveis e incomparáveis, o que todos nós vivemos as vezes não da nem pra colocar em palavras, só indo e vivendo isso tudo pra poder entender.

Read more...

Bell Service


Adiantando mais os dias, estava LOUCOOO, desesperado, esperando a ligação da STB para me dizer o que iria fazer, qual seria o meu trabalho pelos próximos 3 meses. Então fiquei pensando que seria tudo menos BELL SERVICE. Ela me disse: gerente geral de guest relations no Magic Kingdom ganhando 25 dólares a hora Bell Service. Perguntei o que significava essa ROLE, pois não fazia ideia e me disse que tinha relação com carregar malas. Enfim, aceitei, obvio, queria era estar logo na Disney!

Mesmo depois de varias zuações nos vários encontros pré-embarque aqui no rio e todos me zuando que iria carregar mala ate ficar corcunda etc, estava feliz, pois ter sido aprovado era o que me importava naquele momento. Chegado o dia para saber onde eu iria trabahar, ja sabia que seria em um dos RESORTS. A menina na minha frente foi pegar seu local de trabalho e a mulher disse que ela seria CUSTODIAL no Saratoga Springs, que é, também, um dos resorts da Disney, sobre o qual já tinham comentado ser uma merda de lugar para trabalhar (não que seja, mas na minha cabeça era). Quando vi a mulher com um sorriso enormeeeee entregando o papel dizendo onde ela iria trabalhar foi desesperador. DITO e FEITO: ela me entregou o papel dizendo, feliz e contente, com sorriso de orelha a orelha, e ainda me dando CONGRATULATIONS, pois trabalharia num resort superlegal: YACHT & BEACH CLUB RESORT & VILLA. Meu coração bateu desesperadamente: Que porra de lugar é esse? Que nome GRANDE dos infernos? Não sei nem o ler (risos). Vou trabalhar em alto mar (mais risos). Na verdade era um resort superluxuoso, bem organizado e equipado em relação ao conforto dos guests.

Então, no primeiro dia conheci todo o Resort com uma COLOMBIANA que falava BOLEIBOL por ter um sutaque daqueles. Lugar enorme! Tudo muito lindo até então!

Comecei a fazer os treinamentos: foram, em vez de 4 dias, 8, porque ja comecei a call in sick (escreverei sobre em outro tópico).

Enfim, o que é Bell Service? Pelo menos para mim, era somente tomar conta de check in e check out de malas e trabalhar no Luggage Room arrumando e numerando as malas, aturar hóspedes bêbados perguntando coisas IDIOTAS. No fim foi engraçado, ficava em pé 8 horas e só sentava no break. (brasileiro tem jeito pra tudo: tirava mais de mil breaks, chegou a dar tempo de ir ao parque)

RESUMINDO: não fazia quase porra nenhuma. trabalhava mesmo era no msn e no orkut nos computadores, que não tinham bloqueio no trabalho. Trabalhava 4 vezes por semana e 8 horas por dia! Eram de 32 a 40 horas por semana (essas 40 horas ocorreram 2 vezes, quando trabalhei 5 vezes na semana). Ganhava 7,60$ a hora.

Meus managers eram legais enão ligavam para nada, uma vez ou outra lhe pediam algo para fazer, mas nada dificil. Para pedir DAY OFF era só avisar com antecedencia. O Break Room era horrível, eu sempre ia alomoçar ou jantar no Dolphins, um resort que não era da Disney.

Adorava meu amigos de trabalho, também brasileiros: Marcio (Rio), Felipe (Fortaleza), Mayko (Recife) e os outros "brasucas" que trabalhavam em outro hotel, mas iam no meu fazer transfer.

Trabalhava com um monte de haitianos, colombianos, portoriquenhos, dos quias só gostava de alguns portoriquenhos. Dormia no luggage room, porque não tinha nada para fazer. Em compensação, quando tinha algo era direto, ninguém tinha paciência de falar com calma o inglês e ai era "você e você".

Cheguei a ficar desanimado com a ROLE, pois fazia algumas horas extras dentro dos parques e eram melhores, mas isso tudo era no começo, pois depois que você vai acostumando tudo fica divertido.

Então, tirei de letra trabalhar em Bell Service e posso dizer que a experiencia foi ótima, pois também trabalhei, em horas extras, em Merchandise, Custodial, PAC e Quick Service.

Não tenho mais nada de especifico para dizer sobre Bell Service no YBCR, pois é resumidamente isso: check in, check out, atender telefones, indicar lugares, arrumar o luggage room com numeração e rir, chorar, odiar, amar, irritar-se, mas no fim saber que:

TUDO ERA PERFEITO E EU ERA FELIZ E NÃO SABIA!

Read more...

Cosmic Ray's

>> segunda-feira, 27 de abril de 2009

Lembro muito bem quando eu peguei os papéis e vi onde eu ia trabalhar: Cosmic Ray`s Starlight Cafe, Magic Kigdom. Não lembrava qual era esse restaurante, só não queria trabalhar naquela tal restaurante que tinha um bicho dentro. Pois bem, esse era o Cosmic. Comecei a comentar com as pessoas o meu local de trabalho, e o medo começou a me consumir, pois todo mundo falava "Boa sorte, é o 2 restaurante mais lotado DO MUNDO.". Será que era mesmo!?Ou era exagero dessas pessoas!?
Era verdade. Aquele restaurante era um inferrrrrrrrrrrrrno, não tínhamos tempo nem pra respirar direito. Fazíamos as coisas automaticamente de tão rápido que tinha que ser. Break?!Fome?!Ir ao banheiro!? Isso não pertencia aos casts que trabalhavam no cosmic. Lembro muito bem do ano novo. IMPOSSÍVEL de andar. Mais de 38 mil guests naquele dia, ganhamos até prêmio.Cansaço, fome, saudade da família. Meia-noite começa a distribuição de cookies e chocolate quente. Não posso mentir e falar que não fiquei triste em trabalhar no ano novo, mas ver o rosto daquelas crianças e das famílias que ali estavam comemorando, reconfortava um pouco e dava mais alegria para trabalhar. Apesar de todos os estresses, brigas, dias de cansaço, muito cansaço, os dias no cosmic foram ÓTIMOS e deixarão saudades para sempre. É claro, que só conseguimos com a ajuda e o apoio de cada co-worker que tive. Cada um ajudando o outro, aconselhando, protegendo, acobertando e mais que isso, sendo a família cosmic ray`s.
Ainda reclamo até hoje do quanto eu ralava lá, mas faria TUDO DE NOVO pra ter aquela experiência maravilhosa.
Depois desse post todo, só quero dizer aos futuros cast members, que não importa o lugar, os managers, as confusões. Você SEMPRE vai se propor a passar por tudo aquilo de novo. Porque aquilo que vivemos, é mágico e único.

Read more...

Diversões à Parte.

>> domingo, 26 de abril de 2009


Falando um pouquinho sobre o que me fez ficar com a adrenalina a mil quando estava lá.

O SLINGSHOT

Vamos lá; por onde eu começo? Ah sim! O SlingShot na International Drive. Estávamos Eu, Leandro Up, Luiz Fellipe Zoghbi e o Matheus Carvalho voltando de um dia muito divertido na Universal/Island of Adventures, apesar de um ou outro probleminha, quando passamos em frente àquele tal de "Sling Shot" (ou algo do tipo). De repente o Leandro falou: "Vai querer ir Gabriel?" no que eu respondi "Ah, cara, tenho maior medo disso." Então o ônibus parou em um dos sinais de la que demoram séculos para abrir. Isso foi a deixa; entregamos nossas compras do CityWalk [na Universal] pro Luiz e Matheus, que não quiseram ir com a gente, e descemos do ônibus [o Lynx 42]. Desse momento em diante começou aquele frio na barriga, aquele nervosismo, até que finalmente chegamos no "local do crime". Ficamos naquela de "vou ou não vou?" até que eu falei pro Leandro: "Ahh, vamos cara, só que eu to sem dinheiro aqui comigo. Tem como você pagar a minha?" Tudo resolvido estavamos sentados, na espera [eu acho que tinham umas 2 pessoas na nossa frente] e vendo aquelas pessoas subirem a 120 metros de altura e parecerem formiguinhas voando; isso era desesperador... As mãos começaram a suar, a gente quase se arrependeu, mas, chegou a hora, sentamos na cadeira esperamos alguns segundos e...

http://www.youtube.com/watch?v=SVrWnaTMwEk

...o resultado foi esse.
Divertido né?

Em Breve mais coisas legais sobre o ICP.

Have a Magical Day!

Read more...

Seleção

>> sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Restam 8 dias para o embarque e ainda não estou preparado psicológicamente para isso (nem fisicamente). Tenho um artigo para a PUC, um prova de espanhol do Cervantes e a última prova de Economia na terça. Além disso, hoje é minha formatura do CCAA e não fiz o discurso. Sim , eu sou orador e sim, é em inglês.


Minha vida à parte, esses primeiros posts são uma verdadeira introdução da viagem, como um resumo sobre o que aconteceu no Brasil até hoje e que tenha relação com a Disney, a STB e os CastMeetings.


A SELEÇÃO


Bom, tudo começa na PUC-Rio em junho de 2008, onde ainda não estudava, mas na UFRJ. Uma palestra da STB e uma marcação de entrevistas para a semana. A minha foi no dia seguinte à tarde e quem me entrevistou foi outra menina que não a Simone, tão conhecida de todos. Na própria entrevista já existe o resultado, mas, caso alguém não tenha passado para a segunda fase, eles, em vez de eliminarem na mesma hora, pedem que a dupla faça uma visita ao site em uma data estipulada (foi em 8 de julho).

Depois de entregue documentação da universidade para a comprovação, em agosto/setembro marcam a a data da palestra da disney, que ocorre em setembro/outubro. Na palestra, superorganizada, marcam sua entrevista para um dos dois dias posteriores e ai sim é a verdadeira seleção.


Em duplas, a entrevista é em inglês e a Christie, a Jill e a Regina (sim, brasileira) são as recrutadoras oficiais da Disney.


10 regras:


1) Saiba o porquê de estar indo para a Disney. O Mickey não é um motivo, nem o Pluto, nem algum problema familiar.

2) Saiba tratar bem a sua dupla e se interesse pelo que ele está falando.

3) Aguarde o fim das perguntas da entrevistadora e das respostas do outro.

4) Não fale pouco nem demais, mas o suficiente.

5) Acostume-se com a idéia de que morar com pessoas de outros paises será maravilhoso e engrandecedor.

6) Procupe-se mais com sua entonação e com a forma de se expressar que com as perfeitas regras gramaticais do inglês. Mesmo elas sendo importantes, é melhor errar uma conjugação que trocar CITY por COUNTRY ou mesmo falar baixo e muito devagar. Claro, pronuncie tudo corretamente.

7) Mostre alegria e segurança.

8) Agradeça e cumprimente a entrevistadora na entrada e na saída.

9) Vista-se com roupa social, barba feita (homens) e cabelos de acordo com o Disney Look.

10) Não minta sobre tatuagens e piercings, eles contratam assim mesmo, a não ser que sejam aparentes ou tenham deformado alguma parte do corpo que comprometa o Diney Look.

Seguindo essas regras eu "garanto" sua aprovação!

Have a Magical Day!

Read more...